Busca por estabelecimento:

Patrocínio

Últimas Notícias

Saúde

 

Um novo estilo de vida

27 ABR 2016


Por Sibyla Loureiro

Uma turma de moradores dos bairros Coqueiros e Abraão resolveu apostar num novo estilo de vida. Todas as terças e quintas-feiras, a partir das 7h30, eles batem ponto no Parque de Coqueiros para exercitar o corpo e a mente. Eles fazem parte do Grupo de Corrida Caminhada e Pedalada que funciona desde fevereiro do ano passado no Posto de Saúde de Coqueiros. Coordenados por profissionais da unidade, os moradores – com mais de 40 anos – mantém uma rotina diária: a primeira tarefa é participar da roda de conversa no auditório do centro de saúde. Ali, eles recebem orientação e tiram dúvidas, por exemplo, sobre o uso do calçado adequado, da melhor postura, hábitos alimentares e correta ingestão de líquidos. Após, preparam o corpo para as atividades no parque e, por último, fazem alongamento.

“Na primeira semana de cada mês, são realizadas avaliações de estatura, massa corporal e circunferência abdominal”, diz a professora de Educação Física Sibele Holsbach. “O objetivo é incentivar a prática de atividades físicas para ganhar uma melhor qualidade de vida”, completa a Agente Comunitária de Saúde Marina Martins. Segundo ela, os participantes têm um programa de treinamento individualizado que varia conforme as limitações físicas. “Cada um faz no seu ritmo”, diz, lembrando que alguns evoluíram e já integram o Grupo Corrida Mais. Os treinos são feitos na sexta-feira, pela manhã, no Parque de Coqueiros.

Entre eles, estão Sabino Dambros, 74 anos, Lucas Cardoso da Silva, 63, e Andréa Ferrazza, 46 anos. Dia 15 de junho, o trio participou da 2ª Corrida de Rua do Hemosc, na modalidade cinco quilômetros, que aconteceu na Avenida Beira Mar Norte, em Florianópolis, em comemoração ao Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado dia 14 de junho. Na categoria acima de 70 anos, Sabino conquistou o primeiro lugar. “Se todas as pessoas praticassem atividade física, seria muito difícil ficar doente”, avalia seu Sabino, caminhoneiro aposentado. Natural de Videira, mora há 14 anos em Coqueiros e, apesar da idade, não toma nenhum remédio. A próxima façanha dos três atletas é a meia maratona do Rio de Janeiro, que acontece dia 31 de agosto.

Para participar do Grupo de Corrida Caminhada e Pedalada, de acordo com a fisioterapeuta Karina Conceição, os interessados precisam passar pela avaliação das equipes de Saúde da Família do seu centro de Saúde (Abraão, Vila Aparecida, Coqueiros e Capoeiras) ou por médico particular. No caso de médico particular, é necessário atestado médico. “A idade é ilimitada, desde que a pessoa seja independente ou venha acompanhada por um responsável. É possível também estar acompanhado de filhos em carrinho ou bicicleta junto à sua prática de atividade física”, esclarece Karina.

HORÁRIO*
7h30 às 7h45 – Roda de conversa
7h45 às 8h – Aquecimento articular
8h às 9h – Treinamento individualizado
9h às 9h15 – Alongamento geral
*Especial de Inverno

DEPOIMENTOS
“O grupo elevou minha autoestima, já que descobri um câncer de mama e fiz 16 sessões de quimioterapia. Mesmo sem cabelo, participei das atividades”, Ivete Vieira Miranda, 58 anos.

“Quando cheguei aqui, há um ano, caminhava com dificuldade, pois fumei durante 44 anos. Agora, caminho cinco quilômetros com facilidade”, Manoel da Silva, 71 anos.

“Através do grupo, consegui sair de casa depois de dois anos e meio devido à depressão. Estou há seis meses fazendo atividades físicas e cada dia melhoro um pouco mais”, Cecília Guckert, 46 anos.

“Graças à dedicação das professoras Marina, Sibele e Karina o grupo aumenta cada vez mais. É um trabalho para reduzir a incidência de doenças, principalmente exercícios ao ar livre”, Lucas Cardosos da Silva, 63 anos.

“Não perco nenhum dia sequer. Comecei há oito meses fazendo uma volta na pista do parque, hoje já faço seis voltas”, Francisco Pereira, 68 anos.

“O sucesso do programa se deve ao trabalho das três profissionais do Posto de Saúde, Marina, Sibele e Karina. Eu era um sedentário, tipo um monobloco, com problemas na coluna. Hoje não falto nunca, faça chuva ou faça sol”, Corbal Fidelis Viana, 73 anos.


Fotos