Busca por estabelecimento:

 

Últimas Notícias

GERAL

 

Ciclista sofre acidente na ciclovia de Coqueiros

19 MAI 2021


Ocorrência gera um alerta para o perigo em alguns trechos

Acidente ocorrido com uma ciclista em frente ao IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina), localizado no bairro de Coqueiros, gerou polêmica e um alerta aos usuários da ciclovia. A vítima teve traumatismo craniano e foi socorrida pelo proprietário da Park Bike, Leonardo de Paula, e depois levada ao hospital pelos Bombeiros onde se submeteu a uma cirurgia. Ela caiu da bicicleta e bateu com a cabeça na calçada, no sábado à tarde, dia 15.

Para os líderes das associações comunitárias da região, trata-se de uma tragédia anunciada. Afinal, o acidente aconteceu quando a ciclista saiu da ciclovia recém-instalada na Rua Quatorze de Julho, esquina com Avenida Engenheiro Max de Souza, em frente à sede da Guarda Municipal. “Temos presenciado vários acidentes no local devido alguns obstáculos que acabam virando um sério risco aos ciclistas”, diz Leo, como é conhecido.

As barreiras citadas pelo empresário nada mais são do que verdadeiras armadilhas, a começar pelo cano deixado para sinalizar o final da ciclovia. Como alternativa e para não seguir na contramão da avenida, o ciclista é obrigado a subir o meio fio e enfrentar areia e pedregulhos o que, muitas vezes, faz a bicicleta derrapar. Além disso, outras barreiras estão dispostas ao longo do passeio público como duas placas e um poste sem serventia.  

“Quando o IFSC começou a alargar a calçada, pensamos: que bom vai sair uma ciclovia nova. Mas, embora com cerca de três metros, o passeio público não tem sinalização para uso de bicicleta e sequer um piso tátil. A calçada poderia ser compartilhada a exemplo do que já existe no Rio Tavares e nos Ingleses”, sugere Leo, ao lembrar que outro problema do local é a falta de acessibilidade para atravessar a avenida, já que não tem rampa na calçada e nem no canteiro central. “Sempre ajudo os cadeirantes a vencer as barreiras”, afirma.

O QUE DIZ A PREFEITURA

Procurado pela Associação de Coqueiros, Pró Coqueiros, o secretário adjunto da Mobilidade e Planejamento Urbano, Ivan Couto, informou que o problema já está na pauta da secretaria. “Fizemos uma visita técnica desde o bairro Abraão até o Parque de Coqueiros, para projetar soluções para a ciclovia, como, por exemplo, a partir do Trintão até o Parque”, explica Ivan.

O secretário do Continente, Guilherme Pereira, também estava nessa caminhada e se mostrou sensível às demandas da comunidade. Ele participou na reunião virtual do Codecon (Conselho de Desenvolvimento do Continente), na segunda-feira, dia 17, e ficou acertada uma reunião para tratar do assunto, especialmente sobre as obras do Parque e da ciclovia.

 


Fotos