Busca por estabelecimento:

Últimas Notícias

GERAL

 

Floripa Se Liga Na Rede já visitou 500 imóveis em Coqueiros.

18 JAN 2021


Balneabilidade das praias depende, agora, da adesão ao Programa.
Até o mês de setembro de 2021, o Programa se Liga na Rede pretende fazer um pente-fino em todos os imóveis dos bairros de Coqueiros e de Itaguaçu. A inspeção, que iniciou no dia 7 de dezembro do ano passado, vai verificar se condomínios, estabelecimentos comerciais e residências particulares da região estão ligados corretamente à rede coletora de esgoto sanitário.

“A ideia do programa é auxiliar na regularização, que é de responsabilidade dos moradores e proprietários, e, a partir daí, alcançar a melhoria na qualidade de vida de toda a comunidade como, por exemplo, a balneabilidade das praias de Coqueiros e de Itaguaçu”, prevê o engenheiro sanitarista Luan Casanova, coordenador do programa.

Para obter bons resultados, equipes de técnicos estão percorrendo a região, de porta a porta, entregando comunicados oficiais – documento que apresenta o programa e solicita o agendamento da inspeção, que é gratuita – aos moradores do bairro. “Quanto antes o proprietário, o síndico ou o comerciante agendar a vistoria, mais tempo eles terão para planejar o custo da mão de obra e material de construção e iniciar as obras”, aconselha Luan.

Atuando por lotes de ruas, as equipes já distribuíram, no mês de dezembro, 302 comunicados. Em janeiro, até o dia 15, 185 comunicados. No total, 490 avisos foram entregues desde o início dos trabalhos. Já o número de inspeções e retorno somou, em dezembro, 23 inspeções e dois retornos; em janeiro 95 inspeções e dois retornos, também até o dia 15.  

“Ou seja, dos 490 comunicados, foram alcançadas uma média de apenas 110 inspeções”, contabiliza Luan, reforçando a importância do retorno da comunidade em receber a equipe para vistoria dos imóveis. Segundo Luan, um dos pontos que chamou mais atenção das equipes, até pelo pouco tempo de trabalho e pela área urbana do bairro, foi um grande número de imóveis com esgoto conectado à rede de drenagem pluvial. Forma de irregularidade mais grave e considerada crime ambiental pela legislação, que, se não corrigida, resulta em multa de no mínimo R$ 5 mil.

O prazo determinado para ligação correta é de 15 dias, sem prorrogação. Já as demais irregularidades o prazo definido para conserto chega a 30 dias, tempo que pode ser prolongado, dependendo da justificativa. Os problemas mais comuns, de acordo com o engenheiro, estão relacionados à ausência da caixa de gordura.

Quem, no entanto, dificultar a inspeção, a equipe pode convocar um órgão de fiscalização que, por sua vez, vai exigir o Auto de Declaração de Regularidade de Esgoto assinado por um profissional habilitado. “Portanto, é mais fácil e gratuito aderir ao programa e adequar as ligações dos imóveis à rede pública de esgoto”, assegura Luan.

PRIMEIRAS RUAS

O Programa terá como foco inicial a Avenida Engenheiro Max de Souza e as ruas Desembargador Flávio Tavares da Cunha Mello, Pascoal Simone, São Cristóvão, João Meirelles, Desembargador Pedro Silva, Fritz Muller, Rosato Evangelista, Euclides da Cunha, Antônia Alves, Desembargador Tavares Sobrinho, Antenor Moraes, Eduardo Nader e Papa João XXIII.

COMO AGENDAR                       

Para melhor atender à população local e dar suporte aos técnicos que estarão em campo de segunda a sexta, o programa já tem uma sede própria na Rua Desembargador Pedro Silva, 3078, sala 102. O telefone para agendamentos, dúvidas e mais informações, com contato preferencialmente por mensagem de WhatsApp, é (48) 98821-6499.

COMO FUNCIONA

O Floripa Se Liga Na Rede é um programa da Prefeitura Municipal de Florianópolis, realizado em parceria com a Casan e executado pela ECHOA Engenharia, que busca promover a correta ligação dos imóveis da cidade à rede coletora de esgoto, atendendo bairros específicos por vez.

Uma das frentes da política de saneamento básico da cidade, o programa oferece uma consultoria técnica e gratuita que analisa se o esgoto do imóvel está ligado de forma correta ou não à rede coletora. O agendamento da inspeção fica a cargo do morador ou proprietário.

O programa realiza testes com corante em cada ponto hidráulico do imóvel, fazendo um pente-fino das ligações sanitárias. Em caso de irregularidade, o cidadão é orientado pela equipe técnica sobre como fazer as adequações necessárias, recebendo um prazo para regularização – que será comprovada e registrada em nova inspeção.

FOTOS: Tito Pereira/Floripa Se Liga Na Rede

 

 


Fotos