Busca por estabelecimento:

Últimas Notícias

GERAL

 

Moradoras plantam flores em espaço abandonado

13 NOV 2020


Um grupo de moradores do Condomínio João Paulo, em Coqueiros, resolveu arregaçar as mangas e revitalizar um espaço abandonado. Fez uma vaquinha no condomínio e 17 moradores colaboraram com valor entre R$ 20 a R$ 30,00. O dinheiro arrecadado – R$ 340,00 - serviu pra comprar mudas de plantas, somando-se a outras que foram adquiridas no próprio condomínio. Não satisfeito, o grupo ainda trouxe diferentes mudas de diversos lugares da cidade.

O local, que fica em frente ao edifício, na Rua Ivan Dentice Linhares, se transformou em uma pequena praça e num jardim de dar inveja. “A Nilva tem boas mãos para plantar. Tudo que ela coloca na terra acaba vingando”, descreve a vizinha Suzete Leitis (foto). E é verdade. Pelas mãos dedicadas das moradoras nasceram Impatiens, jasmim, antúrios, lírios brancos, hibiscos, bromélias, hortênsias, orquídeas, ipê, quaresmeiras, bouganville, entre outras flores. A tarefa também recebeu a ajuda de mais duas integrantes do grupo: Liane Binfaré e Adriana Neves

Junto às plantas, banquinhos e mesa para confraternização da vizinhança. A partir da urbanização do lugar, a rua ficou mais segura já que boa parte do mato foi retirada por uma empresa de jardinagem – que faz a manutenção do condomínio - pelas quatro moradoras.

“A limpeza se fez necessária, uma vez que desocupados se escondem no local para praticar assaltos, que não foram poucos. O último foi a mão armada durante o dia, quando uma moradora do condomínio estava entrando no seu carro”, diz Suzete, lembrando que, além dos assaltos e roubos, tem morador em situação de rua abrigado na vegetação que deixa um rastro de sujeira.

Fotos mostram como o terreno estava antes e depois da limpeza e cultivo de plantas.

ABAIXO-ASSINADO

Os moradores do Edifício João Paulo também promoveram um abaixo-assinado que está sendo encaminhado ao secretário do Continente, Valter Galina. No documento, eles solicitam uma limpeza – pela Floram - no terreno vizinho para também plantar flores; calçamento na rua e lombada; regularização do espaço onde estão os bancos e mesa há mais de 20 anos; notificação dos proprietários dos terrenos próximos para que façam muros ou cercas em toda a extensão. “Nosso objetivo é que toda essa área seja transformada num parque de preservação permanente”, resume Suzete.

Para conhecer o projeto do Novo Parque acesse o Portal da Folha no link
http://www.folhadecoqueiros.com.br/Handlers/ExibirArquivo.ashx?id=451514

CONFIRA O ABAIXO-ASSINADO
 

Ilmo. Sr.

Secretário Municipal do Continente

Sr. Secretário,

Os signatários abaixo assinados, considerando que incumbe ao Poder Público as providências pertinentes à segurança e ordenamento urbano vem requerer a V.Sa. sejam determinadas providências no sentido de regularizar e organizar o passeio público localizado na Rua Coronel Ivan Dentice Linhares, Bairro de Coqueiro, em frente ao número 405, adotando-se as medidas abaixo requeridas:

1 – Pavimentação e calçamento na via que começa em frente ao Condomínio João Paulo até a Rua Fritz Muller,  para que os transeuntes não tenham que andar pelo meio da rua, bem como evitar a proliferação de lixo e detritos abandonados no local, uma vez que os terrenos localizados naquela região encontram-se abandonados há anos e sem qualquer cuidado por parte dos  seus respectivos responsáveis;

 2 – Regularização do espaço onde foram construídos há mais de vinte anos  uma mesa e bancos de concreto, em frente ao Condomínio João Paulo.

3 – Determinação para que os proprietários dos respectivos terrenos localizados na região sejam notificados para que promovam a construção de muros ou o cercamento do terreno em toda a sua extensão.

As medidas acima requeridas, se fazem necessárias uma vez que a região possui vasta e densa vegetação, que em razão da facilidade de acesso aos terrenos, enseja a sua invasão por usuários de drogas, marginais ou pessoas que o utilizam para descartar lixo e detritos ou promover queimadas, inclusive com sérios danos ambientais em área de proteção ambiental.

Essa situação tem se revelado perigosa e preocupante em razão dos constantes roubos e furtos ocorridos em frente ao condomínio, tendo em vista que os marginais utilizam a densa vegetação dos terrenos para ficarem de tocaia aguardando suas vítimas ou, após o roubo, se evadem para o seu interior.

Os fatos acima relatados geram medo e insegurança para os moradores e cidadãos que transitam pela rua e ficam à mercê de marginais e drogados, que se valem dos referidos imóveis para facilitar suas ações criminosas.

Para evitar tal situação, faz-se necessário que seja determinado  aos proprietários para que murem ou coloquem cercas em toda a extensão dos terrenos, a fim de evitar que os mesmos sejam utilizados para facilitar e acobertar crimes na localidade, sem falar nas eventuais ameaças de danos ambientais em razão de desmatamento ou queima da mata nativa.          

4 - Por fim, requer a construção de faixa elevada na rua, a fim de evitar acidentes por veículos que trafegam em alta velocidade e constantemente se utilizam dessa via para fugir do trânsito da rua principal do bairro (em especial pela abertura do acesso à Via Expressa pela Avenida Almirante Tamandaré;

 

                       

 


Fotos